Ex.:

Não existem apenas espinhos!
Não existem apenas espinhos!

Foi tu quem criou…
Agora aguenta!

Não adianta fingir, muito menos fazer de conta que não te pertence ou empurrar toda a culpa para nossa sociedade louca.
*** Se gerou um filho neste mundo, então pelo menos eduque-o.

“Não sei mais o que fazer com ele!” (…?…)
(Se tu não souber o que fazer com o seu filho, os amigos com certeza saberão! E aí…)

* Um princípio é básico: – Crianças seguem exemplos !
> Como você espera que seu filho não grite, se você vive gritando? Que coma frutas e vegetais, se você mesmo acha muito melhor um doce cheio de açúcar? Que respeite os outros, se o que ele mais vê é você falando mal de todos? Que siga ordens por ser o correto, se ele sempre é convencido na base da chantagem? E, se você não tem nenhum tempo para ele… O que espera?
> E assim caminha a Lei da Imitação! (Porém, não ter responsabilidade e achar um culpado sempre é bem mais fácil!)

* Sei que nem tudo é tão simples assim… Mas um bom exemplo é tudo!
-Desculpas e culpas, não darão a uma criança a educação que ela precisa. Não adianta tentar!
Ah! E, fadinha da conversão instantânea não existe!!!

***Você colhe o que planta! E isto é tudo! (Afff!)

Ps.: Mas…Nunca é tarde para começar!
(Mas neste caso, é melhor que comece desde pequeno!)

HUmMm

Adoro!
Adoro!

As lembranças são malucas…
Os sabores inesquecíveis!

+ *Adoro comidas crocantes (torradas, frutas, casquinhas de sorvete, biscoitinhos…).
+ *Adoro canela! (Canela no café, canela com arroz-doce, no chá, no molho, nos biscoitos, na carne…)
= Obviamente como não amar comidinhas crocantes com canela! Delícia!

Bem, quando morei no Japão, em uma viagem a Kyoto, senti um cheiro de canela pelas pequenas vielas.
Uma loucura! Fui imediatamente sugada! E consigo lembrar do cheiro!
> A delícia, que pairava no ar, eram uns biscoitinhos em formato de telha, bem crocantes e com um forte gosto de canela (e anis), que eles faziam na hora. E, na mesma hora que comprei, devorei!

+ E aí que…Hoje fui até o armazén que fica próximo ao meu planeta e acabei comprando umas casquinhas que achei por lá.
Acredito que aindam vendem nos parques aqui. Faz tempo, mas já comi casquinhas semelhantes na Redenção, mas não eram muito boas.

Mas….O conteúdo do pacotinho, aí da foto, me levou (e o samurai também) a uma viagem direto para as “telhas de Kyoto” – Coisa “bem” boaaaaa!).

Ps.: Nada melhor que doces lembranças!
(E se te custarem pouco…melhor ainda!)

$ZerO!

(Como?)
(Como?)

Nada mais fácil que…
Gastar um dinheirinho!

Nada mais sem graça do que abrir a caixa de correspondência e dar de cara com as contas.
(Malditas contas! Como gostam de se multiplicarem!)

E… Lá vou eu dar uma conferida básica, mesmo sem querer dar conferida nenhuma…
Putz…Uma conta da Claro! …Mas claro que eu já cancelei minha conta na claro! Claro que sim!
*** E aí que… Fazem dois meses que eles me mandam uma conta R$ 0,00! (?)

Total a pagar: Zero reais! (?)
No mínimo estranho! (Mas não estressante!)
E, de maneira nenhuma iria me importar se a ideia fosse seguida pelos outros fornecedores de serviços!
(Mantendo o serviço! Não é NET, que me dá um desconto insignificante após me irritar por uma semana!)

Ps.: Tudo pode acontecer!
(Ou melhor, não acontecer acontecendo!)

Só+

Mais um poquinho...
Mais um poquinho...

Só mais um pouquinho…
Espera…já “tá” quase…

“Só um minutinho”! Livro de Ivan Zigg, especialmente para aqueles que tentam te enrolar e conseguir um pouquinho mais de tempo.
***Sempre tem, né! E parece que a coisa complica ainda mais quando você está com pressa.

Bem, a história “nada” parecida com uma casa aonde existam crianças, refere-se a um porquinho que pede sempre mais um pouquinho…(Um pouquinho mais para ficar na cama, mais tempo para arrumar o quarto, para ir ajudar, para começar a fazer o dever de casa, e assim segue o “enroleichon”…)
(> De algum destes, com certeza você já foi vítima! Não tem como escapar!)

***O livro é legal e faz a criança repensar suas atitudes de uma maneira divertida!
-A princess foi logo dizendo:- Este aí que quer ficar mais no banho, é que nem eu!

Ps.: E assim se arrasta a humanidade!

Hei!

(((!)))
(((!)))

Até as paredes tem ouvidos…
E escutam melhor de portas abertas!

Coloquei a May para dormir…contei uma história, liguei a estrelinha de LED, dei um beijinho e deixei a porta aberta (como sempre faço). Enfim, tudo calmo, tudo tranquilo…

Bem… Começo um papinho, com o samurai, sobre novas “tendências” na geração de conteúdos na mídia, emendo uma programação para o final de semana, o cardápio do dia seguinte e coisa e tal…e aí…

Aí que escuto o seguinte pronunciamento vindo do quarto da princess:
***- Hei! Não daria para deixar só na legenda?
(Tipo assim… Por que tu não faz um curso a distância (de mim) em libras ? – hahahaha)

* -“¿Por qué no te callas?” é para fracos!!!

Ps.: Entendeu ou quer que eu desenhe?
( A vida é mesmo um filme!)

Coffee

Minhaaaa!!!
Minhaaaa!!!

Eu adoro café…
Mas, café bem-bom!

A muito tempo andava solitariamente tomando meu cafezinho Iguaçu aqui pelo planeta.
Adoro o café Iguaçu em pó, é prático, pouco ácido, bem aromatizado e bastante cremoso (rápido e de qualidade, tá valendo!)

(Tá, é verdade também que o samurai vem, aos poucos, aderindo a meu café!)

E, a partir de hoje, Dia das Mães, meu cafézito ficará ainda melhor!
***Ganhei minha própria máquina de expresso – Pixie Nespresso!!! (Ah! E personalizada! Linda!)

Ahahahaha- Quero ver me aguentar com tanta cafeína circulando no corpo!

Ps.: Feliz dia Das Mães!
(Que ele seja forte, aromatizado e delicioso!!!)

Heart

Corações
Corações

Meu coração…
Bate forte por você!

Minha princess é mesmo um ser iluminado. Acordou-me com um delicioso café da manhã -feito por ela!
(Foi sozinha até a cozinha, cortou uma banana em rodelinhas, descascou uma maça e fatiou, colocou café no leite e o deixou sem açúcar (como eu gosto) e completou com uns biscoitinhos). Como não amar?

Depois de estar bem mimada…
Fui presenteada com este móbile também feito por ela (na escola japonesa).
Muito lindo! Lindo!!!
(Muito fácil de fazer com crianças! Os corações foram construídos a partir do rolo de papel higiênico, presos em uma cordinha e espaçados com missangas.)
Então, fica a dica!

Ps.: O amor aquece a alma!
(E as mães aquecem a janta! Feliz Dia das Mães!!!)

Desafio

Acho que não!
Acho que não!

Nada melhor que dormir…
De preferência, bem profundamente!

Bem, a princess sempre solta uma pequena pérola quando menos se espera.
(É certo que elas caem dos adornos de sua mente real!)

Aí, estamos caminhando pelo Gramado Zoo, observando as aves, os primatas, os roedores e coisa e tals… e tals e coisa… Quando…

***Hoje vocês terão que fazer uma missão impossível!!! (?)
***- Vão ter que sonhar com as fadinhas! (?)

…Sonhar com as fadinhas? (Fadinha? Que fadinha? Fala sério!!!)

– É, a missão de vocês é conseguir sonhar com as fadinhas!
(Deu uma boa risada, repetiu o comando e não falou mais nada!)

Ps.:Eu não me lembro se sonhei com as fadinhas!
(E agora? Medo!)

Scribblenauts

só mais um pouquinhooooo
só mais um pouquinhooooo

Nunca existe só um caminho!
Nem a própria verdade é linear!

Bem, depois de enlouquecer criando suas próprias fases no Little Big Planet, a princess resolveu adotar o Scribblenauts.
***Scribblenauts é um jogo de quebra-cabeça e ação, desenvolvido pela 5th Cell e publicado pela Warner Bros- lançado em 2009. O que ele tem de legal é que permite que você resolva os problemas apresentados de diferentes formas.
> E, no caso da princess, ela ainda tem que aprender a escrever as palavras em inglês- língua em que ela joga. (Isto faz com que ela acabe aumentando bastante o seu vocabulário na língua inglesa). Mas ela se diverte tanto que nem se importa em consultar um tradutor.

A ideia é mais ou menos esta – completar quebra-cabeças com a ajuda de qualquer objeto que venha à cabeça. É só escrever o que está precisando e ele se materializa! (Ah…Se tudo fosse tão simples assim!)

…E aí, ela coloca um dragão e adiciona um cupido para torná-lo dócil, depois é a vez do Minotauro e do Thor (e viva a mitologia), um para-quedas?, uma enguia? um bife?…e assim vai…e vai…e vai…
* Pelo menos este não restringe tanto a imaginação dela – segundo ela mesma!

Ps.: Mas jogar Pac-Man era tudo!
(Acho que perdi vários neurônios com ele!)

+Mais+

Este é o Amor o + Gigante!
Este é o Amor o + Gigante!

O maior e o mais gigante…
É o pé do elefante!

Quem é o mais?…Quem têm mais…Quem pode mais?
Seres humanos vivem disputando alguma coisa e, não é nada mal querer ser melhor, ter uma vida melhor, buscar um futuro melhor.
Bem, desde que isto não o faça acreditar que é superior, super-superior, super-mega-hiper-superior….

(Hum…*Sr. Super: -Pula logo e sai voando! Deixe a terra para os mortais por que ela não combina com um ser tão nobre como você!)

Eu e a princess, brincando de maior e menor, de mais e menos, descobrimos um livrinho muito fofo – “O mais gigante” de Juan Gedovius.
* Entre a montanha, o silêncio ou o medo, quem é o mais gigante? Seria o céu, o silêncio ou o tédio? Como em um duelo de Titãs, elementos da natureza e atitudes humanas medem forças para eleger quem é o mais forte. Este é um daqueles contos que nos fazem pensar sobre os nossos sentimentos!

> A princess disse que quando bate, para ela, quem ganha de todos é o tédio!

Ps.: “Se o sonho souber que ele cabe em meu bolso…
Sou o Amor, o mais gigante.”