Rituais

Princess
Princess

Todas as culturas apresentam ritos de passagem ou rituais religiosos. Sendo assim, eu penso que cada um deve ficar dentro do seu quadrado. Se você não acredita que as almas atravessam os espelhos, não sou eu quem vai fazer você acreditar rsrsrsrsrsrsrsrr. Fala sério ! E tem cada mala que enferniza os teus ouvidos tentando de convencer que é bom para você – aquilo que serve só para eles. Vai tentar convencer o diabo que é imortal !

Neste sábado fomos em um casamento, lindo por sinal. Noiva, bolo, festa, convidados e muita atualização sobre a vida alheia ( assim como qualquer acontecimento significativo). A princess foi Aia, nem sei bem o que significa isto, mas estava literalmente uma princesa. No cerimonial religioso o padre confessou que queria mesmo era ser pai e sugeriu aos casais povoar toda a humanidade. Impedidos de por em prática imediatamente o conselho do padre, fomos a festa. Festa !!!
Lá pelas tantas, chegou a hora da noiva atirar o bouquet de flores. Quer dizer, repassar o sapo. E lá foram tomar posição todas as solteiras, desde aquelas que nem sabem o que é isto, até aquelas que será quase imposível que o sapo se transforme. Mas… quem sabe, não custa tentar…
Como eu não me enquadrava no pré-requisito, tentei encorajar a princess, afinal o sapo era tão bonitinho. Mas, May me responde :- Eu não vou não. Não quero! (?) Se eu pego o sapo, vou ter que me casar… eu tô fora ! ( … … cada um sabe aquilo que é melhor para si … …)